Fale Conosco

News Tv Premium

Caso Vitória Gabrielly: condenado manda carta ao pai da criança | Primeiro Impacto (29/06/20)

Noticias

Caso Vitória Gabrielly: condenado manda carta ao pai da criança | Primeiro Impacto (29/06/20)

O pedreiro Julio Cesar Lima Ergesse, condenado a 34 anos de prisão pela morte de Vitória Gabrielly, então com 12 anos, enviou uma carta ao pai da menina, conhecido como Beto, alegando não ter cometido o crime.

A criança foi morta em 8 de junho de 2018, quando havia saído de casa para andar de patins, em Araçariguama, no interior de São Paulo. Um morador encontrou o corpo da vítima em um matagal no dia 16 de junho. 

Na época, a polícia concluiu que Vitória foi assassinada por engano, ao ser confundida com outra jovem com o mesmo nome e idade. Testemunhas relataram que o mandante seria um traficante, que ordenou a execução da irmã de um devedor de drogas. 

Nos trechos escritos por Julio Ergesse, preso na Penitenciária de Tremembé, ele diz que o amigo que o denunciou seria o autor do homicídio. “Não é justo estar preso pelo que os outros fizeram”, afirmou. 

Beto recebeu o material através de um homem que estava preso na mesma unidade em que o pedreiro. O pai da garota disse que o conteúdo da carta é irrelevante para ele e sua família. “Eu quero é que a justiça seja feita. Na verdade, eu me senti mais usado do que qualquer outra coisa”, desabafa. 

Outras duas pessoas também foram identificadas pela polícia como responsáveis pelo crime. O casal Bruno Oliveira e Mayara Abrantes está preso e aguarda julgamento.

Clique Para Comentar

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Advertisement

Facebook

To Top